Curiosidades
14 de abril de 2016

UM NOME PARA A TERRA: BRACIR, BRACIL, BRAZILLE, BERSIL, BRAXILI, BRAXILL, BRESILGE, BRASIL!

Como será que os países ganham seus nomes? Uma vez nomeados permanecem para sempre com o mesmo nome? O que hoje é a França uma vez já se chamou Gália; a Inglaterra dos nossos dias já foi mais conhecida como Bretanha; Daomé era como se chamava o atual Benin; Tawantinsuyu era o nome quéchua para Império Inca, onde hoje está o Peru. Infindáveis são os exemplos das transformações que sofreram os nomes dos países que conhecemos hoje. E o Brasil, será que desde sempre teve esse nome?

Na Carta de Pero Vaz de Caminha, datada do dia 1º de maio de 1500, lê-se o nome de Vera Cruz. Um ano depois, em 1501, a terra é referida, entre os italianos, como Terra dos Papagaios; e o rei D. Manuel, dando notícia da novidade a seus sogros, fala da Terra de Gonçalo Coelho, que se acabava de encontrar do outro lado do Atlântico, fazendo referência ao comandante das frotas que lá estiveram. Atribui-se ainda à terra o nome de Santa Cruz, mas a partir de 1512 o nome de Brasil ganha força devido ao comércio de pau-brasil, que caracterizou as primeiras décadas da colonização portuguesa. Na verdade, desde 1351 os nomes Bracir, Bracil, Brazille, Bersil, Braxili, Braxill, Bresilge e Brasil já apareciam em mapas para designar lugares e ilhas diversas. Era como se dissessem que o nome veio para ficar.

Bibliografia:

SOUZA, Laura de Mello e. “O nome do Brasil”. Revista de História, n. 145, 2001 (p. 61-86).

A Coleção


Newsletter

Inscreva-se em nossa mala direta e receba informações do site